Blog do Tanlup

01
Sep2010

Calçada da Fama: Conhecendo a loja Papel Bistrô

Por trás da marca Papel Bistrô está o Guilherme, fazendo sketchbooks e álbuns belíssimos e com personalidade. Se você quer um caderno para depositar seus desenhos e pensamentos, talvez seja uma ótima ideia dar uma passeada pela loja para escolher o seu! Mas antes leia essa entrevista que fizemos com ele aí embaixo:

Quem é você?
Me chamo Guilherme, mas podem me chamar de Gui. Sou catarinense com meus bons 24 anos de idade. Formado em Artes Visuais, atuo há 6 anos na área do design. Atualmente trabalho como designer gráfico na indústria cerâmica, desenvolvendo materiais para PDV, feiras e demais materiais gráficos. Fora desses compromissos de proletariado, me dedico a desenvolver os sketchbooks na Papel Bistrô para os que querem ter algo legal para desenhar e escrever.

Pelo que você é apaixonado e quais são seus hobbies?
Adoro o que faço, tanto a minha profissão de designer quanto o trabalho na Papel Bistrô, o que me dá bastante prazer. Como várias pessoas, adoro filmes, então também mantenho um blog com meus amigos falando sobre os filmes que assistimos.

Há algum fato curioso sobre a Papel Bistrô? Por que este nome?
Eu queria criar uma marca para dar identidade ao trabalho de encadernação que já vinha fazendo. Fiquei dias pensando e conversando com amigos a respeito. A escolha por Papel Bistrô se deu pela vontade de ter um nome que fosse aconchegante, que fizesse relação com o artesanal, com a pessoalidade do produto. Então a palavra “bistrô” surgiu, que é um restaurante pequeno, onde as pessoas tem seus momentos de lazer, que preza pela qualidade do serviço e que trabalha também de acordo com a preferência do cliente. O conceito se encaixou perfeitamente aos princípios que planejei para a marca, ficando Papel Bistrô.

Quando e como você começou a vender seus produtos?
Eu comecei a fazer encadernação com o meu TCC, onde criei padronagens com a identidade étnica da cidade onde nasci e moro, aplicando em produtos artesanais, que foram os cadernos. Esse experimento virou coisa séria, e desde então produzo e vendo os cadernos e álbuns. Já a Papel Bistrô surgiu no início deste ano, que foi quando comecei a dar uma maior visibilidade para os produtos criando a marca e a loja virtual.

Qual o tipo de produto que você mais gosta da sua loja? E quais são os produtos mais procurados pelos clientes?
Eu adoro fazer os sketchbooks, me dão mais prazer durante o processo e principalmente o resultado. Gosto também de fazer as personalizações, como o sketchbook da banda Dinossauro. Já meus clientes procuram bastante os álbuns, mas atualmente a produção e venda dos dois tipos de produtos estão bem equilibradas.

Quais são as dificuldades e as alegrias de se ter um pequeno negócio?
O início é sempre mais complicado, demora um pouco para as pessoas conhecerem o seu trabalho para efetivamente comprar. Depois de o negócio estar melhor encaminhado, os resultados das produções, as vendas e o retorno positivo dos clientes deixa aquele largo sorriso no rosto. O reconhecimento também é sempre bem vindo, fico muito feliz quando vejo indicações da Papel Bistrô em blogs, twitter, flickr, etc.

Você tem alguma dica ou conselho para quem quer vender pela internet?
Além de procurar a melhor forma ou site para fazer a venda virtual, a divulgação é bastante necessária. Um veículo fácil e rápido para fazer essa divulgação são as redes sociais. As informações neste tipo de mídia voam na velocidade da luz e atingem um grande número de pessoas. O que acho legal também nas redes sociais ou blogs, é que a indicação é recebida como algo pessoal, uma espécie de conselho, então a credibilidade acaba se tornando maior.
Mas, paciência também é algo que se deve ter. Como já disse, o início é sempre mais complicado, mas o retorno logo vem e todos ficam felizes!

O que você está achando do Tanlup?
Estou gostando muito do Tanlup. Após a criação da loja, meu trabalho ganhou mais visibilidade e facilitou a venda tanto para mim quanto para alguns clientes.
Há muitos produtos bacanas vendidos no Tanlup, e esse grupo de produtos legais chama a atenção das pessoas e cria um público legal de visitantes e compradores. O que também acho muito legal é o apoio que o Tanlup dá aos lojistas no sentido de visibilidade dos produtos com o blog que o Tanlup mantém. Isso vem de encontro ao que falei anteriormente sobre a divulgação, esse apoio é fundamental para quem vende e para quem compra.

Papel Bistrô: loja | flickr